Quem é que somos?

EnglishSpanish

Izquierda Hispánica é uma associação cultural que trabalha a favor da união Ibero-americana, para estabelecer políticas opostas ao capitalismo dos Estados Unidos e da Europa. União esta, que já está em marcha em organizações como o Mercosur, o ALBA, ou a CELAC. Ainda que haja muito caminho por percorrer, estamos convencidos de que este é o único projecto viável para conseguir mais igualdade social e desenvolvimento comum em toda a Hispanidad.

Temos também a certeza de que o futuro de Espanha e Portugal depende de que ambos países abandonem as políticas neoliberais europeístas e adiram a esta união. As duas nações formariam a periferia da América Latina e seriam um enlace estratégico com o continente europeu, o Mediterrâneo e com a Rússia inclusive.

Somos hispanos, e como tais, lutamos pela Pátria Grande, ou seja, o pilar mais importante da nossa ideologia é a Hispanidade.

Porquê a Hispanidad?

Ché GuevaraSer hispano é enfrentar os países anglo-saxónicos que impõem um modo de vida individual, protestante e capitalista. Implica tomar uma posição perante a plataforma islâmica, cujo fundamentalismo impede o desenvolvimento dos seus países. Significa também criticar o comunismo predador chinês.

Ser hispano, mais que uma forma de ser, é uma forma de estar no mundo.

Na Izquierda Hispánica recusamos o descrédito próprio dos nossos elementos comuns. Neste sentido, somos conhecidos por defender as instituições que formam a Hispanidad: o idioma espanhol e português; o direito romano, em que se baseiam todas nossas legislações; os laços familiares característicos da nossa cultura; a História comum; a arte; a música e inclusive o desporto; nomeando apenas alguns exemplos.

No presente, estas mesmas instituições têm-se cristalizado numa unidade, que permanece e que nos distingue de outras plataformas internacionais, das quais já temos falado. Elas não se envergonham da sua religião fanática, nem dos seus genocídios, nem da ruína à que têm arrastado ao mundo com a globalização do sistema capitalista. Por que é que os hispanos não nos devemos sentir orgulhosos do que nos une?

Porquê a Esquerda?

Desde a Constituição de Cádis e a sua luta pela Nação política de cidadãos livres e iguais, a passar pela constituição do Estado de Direito e a democracia parlamentar, até à revolução cubana liderada pelo Ché Guevara ou a recente renegociação da dívida externa do Equador; o legado das esquerdas está cheia de grandes triunfos.

O problema das esquerdas atuais encontra-se após a queda da União Soviética. Captura de vídeo, Slavoj Zizek: temos de ter muito cuidado com o que fazemosDepois de abandonar maioritariamente o marxismo, alguns partidos têm-se confabulado com o capitalismo ou têm tecido uma ideologia ilusória e mística de bonitos discursos. No entanto, não nos enganam porque esses discursos resultam decadentes e vazios.
As anteriores gerações de esquerdas devem dar passo a uma sétima geração forte, crítica, com os pés na terra e, como aconselhava o filósofo Slavoj Žižek, muito pensada.

Como é que posso formar parte da Izquierda Hispánica?

Convidamos a fazer parte da Asociación Cultural Izquierda Hispánica a todos aqueles que compartilham a finalidade de uma união socialista ibero-americana e que estejam de acordo com alguns de nossos princípios, para trabalhar por uma nova esquerda.

Contacte-nos: A_no.spam_izquierdahispanica@yahoo.es@nospam.com

 

Ou se desejar fazer qualquer contribuição monetária pode realizar um depósito na Cuenta Corriente da Ibercaja:

2085 9742 14 0330255656.

Para transferências fora de Espanha:

IBAN ES8820859742140330255656
Código BIC (SWIFT) CAZRES2Z

Também através de PayPal:

Muito obrigado.